Q23 – Como criar um “Campus Vivo” para o desenvolvimento da C&T na Madeira?

Em primeiro lugar é necessário identificar na Região as áreas sejam elas de âmbito natural, cultural, histórico, infra-estrutural ou de lazer, que possam ser utilizadas como amostra para a realização de testes que aproveitando as qualidades especificas e facilmente controláveis numa ilha pequena possam ser utilizados como modelos para inúmeras utilizações a nível científico e tecnológico. É importante aproveitar o facto da Madeira ser um destino turístico para “utilizar” os turistas como agentes de teste de aplicações e serviços inovadores, sendo, neste caso importante pensar numa forma de compensação para que os mesmos possam participar de forma voluntária e ativa. É importante também o envolvimento da população local uma vez que tem um conhecimento profundo do que é a realidade regional.

Deixar uma resposta